08 maio 2015

[Resenhando]:[Cidade Das Cinzas][Cassandra Clare]

TÍTULO: CIDADE DAS CINZAS
SERIE: OS INSTRUMENTOS MORTAIS
VOLUME: 02
ISBN: 9788580577157
IDIOMA: PORTUGUÊS
ENCADERNAÇÃO: BROCHURA
GÊNERO: AVENTURA/FANTASIA
FORMATO: 16 X 23 CM
PÁGINAS: 404
ANO DE EDIÇÃO: 2014
EDIÇÃO: 17ª
EDITORA: GALERA
AUTOR: CASSANDRA CLARE
TRADUTOR: RITA SUSSEKIND
CLASSIFICAÇÃO:

SINOPSE: No mundo dos Caçadores de Sombras, ninguém está seguro. E agora que Clary descobriu fazer parte do perigoso Submundo, sua vida nunca mais será a mesma. Jace, seu recém-descoberto irmão, está cada vez mais impossível, e não parece medir esforços para enfurecer a todos. E sua atitude de bad boy não ajuda em nada quando, após o roubo do segundo dos Instrumentos Mortais, a Inquisidora aparece no Instituto para interrogá-lo... Agora Jace é suspeito de ajudar o pai, o perverso Valentim, num plano que vai colocar em risco não só Idris ou o Submundo, mas toda a cidade de Nova York. E Clary não pode deixar de se perguntar: será que as ironias de Jace são só uma forma de chamar atenção, ou também pode haver uma traição por trás de tanto mistério?





RESENHA: 
Segundo livro em ordem cronológica dos acontecimentos, os eventos desse livro se passam logo após os acontecimentos do livro Cidade dos Ossos. A história é contada em terceira pessoa e principalmente a partir da perspectiva de Clary, acompanhamos a confusão sobre seu relacionamento com seu recém-descoberto irmão e seus sentimentos por seu amigo, Simon Lewis. Em alguns pontos da narrativa, também é visto a perspectiva de outros personagens, como Maia, Jace, Simon e Alec. Clary vem tentando aceitar a descoberta liga Jace a ela, e como se não fosse suficiente o peso dessa revelação em cima deles, os dois terão que renunciar o fato de estarem atraídos um pelo outro. Na tentativa de sufocar seu amor por Jace, Clary contará com a ajuda de Simon, que com o passar do tempo tem o seu coração partido ao perceber que o amor de Clary por ele nunca existiu, e talvez nunca existirá.

 A história tem inicio com Valentim exercendo o controle de um Demônio Maior através do uso do Cálice Mortal, prenunciando as batalhas que ainda estão por vir. Jace descobre que o suposto pai Valentim, está em um navio dentro da cidade. E vai com Luke, Clary e Magnus tentar resgatar Maia e Simon, que foram pegos para se concluir o feitiço de transformação da espada mortal, um dos instrumentos mortais. Jace entra no navio e Clary também é capturada pelo pai, que não conhece o poder da filha. Jace acha Simon morto e oferece seu sangue para que ele viva, já com Simon bem, Clary desmancha o navio por completo criando uma nova runa.

 Como se não bastasse todo o drama amoroso, Clary ainda tem que lidar com a onda de assassinatos que tem como alvos os jovens do submundo, como consequência está afetando os acordos de relacionamentos entre caçadores das sombras e membros do submundo. Com o tempo é notado que cada jovem morto pertence a uma raça especifica, e isso não está acontecendo ao acaso, notasse que tudo faz parte de algo planejado, algo maior.

  A mãe de Clary que fora encontrada, ainda está em coma no hospital sem nenhuma explicação, devido aos acontecimentos narrados no primeiro livro, e ao que tudo indica, nada do mundo mundano parece ser capaz de acorda-la.  E como ninguém sabe o que ela tem, se torna quase impossível ajuda-la, após Jace descobrir que Clary é sua irmã, ele não apareceu em momento algum para visitar sua mãe no hospital, e por está amargurado ele tem feito coisas estúpidas que acabam pondo sua vida em risco, e como consequência, a vida de seus amigos também, com o passar dos dias, algo um acontecimento abala o equilíbrio dos Lightwood. Um dos instrumentos mortais foi roubado e as suspeitas são de que Jace seja o culpado, por ser filho de Valentim. E ninguém poderia imaginar que fosse o filho de Valentim, e as suspeitas de que ele e Valentim estejam trabalhando em conjunto só o deixa ainda mais abalado. O que irá acontecer a partir de agora mudará todo o rumo da sua vida.

 A narrativa que a Cassandra Clare utiliza em seus livros, é um pouco mais rebuscada em comparação a outros autores que já li, mas isso só enriquece a história, as vezes se torna um pouco cansativa, mais nada que atrapalhe a compreensão, não posso negar que Cassandra Clare sabe como contar uma história. Porém, ainda sinto que a escrita dela não me agrada totalmente, falta algo que anida não consegui identificar. Cassandra Clare, o modo como ela conta a história, de uma maneira gradual e lenta na medida certa, e explorando cada sentimento e cada situação dos seus personagens, o que acaba por causar muita tensão e agônia.

 Em todos os livros da saga, a autora Cassandra Clare, sempre introduz uma citação de alguma obra famosa, o que na minha opinião da um ar a mais nos livros, e com certeza deixa a obra mais atrativa, pois as citações que são empregadas por ela sempre tem ligações com o enredo do seu livro, nos dando assim um pouco do que está por vir na sua leitura.

 Os acontecimentos não desenvolvem-se de maneira furiosa, pelo contrário, o andamento da trama é normal, acelerando em alguns pontos, e reduzindo em outros. Pode se dizer que seja a calmaria antes da tempestade.

INSCREVA-SE NO CANAL, CLICANDO AQUI!

Um comentário:

  1. Muito bom o seu blog tem uma boa organização e é muito bem escrito .

    ResponderExcluir